Prêmio Rio Sociocultural - 4ª Edição

Fique por dentro de tudo o que acontece no Prêmio Rio Sociocultural, nos seguindo: Facebook Twitter

Resultado

Prêmio Rio Sociocultural 2013

Idosos com Amor VENCEDORA
Idosos com Amor - Cabo Frio

Realizado há 13 anos, o projeto atende 110 idosos carentes da região e tem como foco a inclusão social e o resgate da cidadania. Lá, eles têm acesso a atendimento médico, psicológico e participam de atividades de arte-terapia. Atualmente estão desenvolvendo um projeto literário chamado "caderno de contar histórias".

Com a orientação de uma arte-terapeuta, eles relatam suas histórias em um caderno de memórias que, futuramente, deverá virar um livro publicado pela instituição.

Trem CulturalVENCEDORA
Fundação Cultural Casimiro de Abreu – Casimiro de Abreu

Quem não conhece os Doutores da Alegria? O projeto Trem Cultural, criado há 12 anos com o objetivo de incentivar a leitura, é inspirado neles. No início, os integrantes atuavam junto às crianças internadas no Hospital Municipal de Casimiro de Abreu. Atualmente, as ações acontecem em escolas públicas, asilos, bibliotecas e palcos do município. Por trás das histórias contadas, estão mensagens sobre saúde, educação para o trânsito e meio ambiente. Cerca de 500 pessoas são atendidas por mês e, ao longo desses anos, mais de 40 mil crianças, jovens e idosos já foram assistidos pelo projeto.

Centro Cultural Viva
Associação Centro Cultural Viva – Duas Barras

Este projeto foi idealizado com o objetivo de garantir os direitos das crianças de brincar e para assegurar o livre acesso às manifestações culturais. Teve início em 1987, em Petrópolis, e 10 anos depois chegou a Duas Barras, também na Região Serrana do Rio. O Centro Cultural Viva, por onde passam cerca de 400 crianças por mês, conta com uma brinquedoteca, uma biblioteca e oferece ainda oficinas de brinquedos, teatro e circo.

Instituto Zeca Pagodinho
Instituto Zeca Pagodinho - Duque de Caxias (Xerém)

O nome e o local já dizem quase tudo. O instituto, idealizado pelo sambista, promove a capacitação artística e cultural das crianças de Xerém por meio da música sinfônica, artes integradas e educação para a cidadania. Criado em 1999, conta atualmente com 120 alunos matriculados, entre 7 e 14 anos de idade. Segundo a coordenadora artística do Instituto, para o Zeca, Xerém é tão importante quanto a carreira dele. "A maior preocupação dele é melhorar a qualidade de vida das crianças de lá", revela.

Projeto Luar de Dança VENCEDORA
Sociedade Cultural Projeto Luar – Duque de Caxias

O projeto Luar de Dança teve início em 1990, em uma igreja. Para viabilizar as aulas de ballet clássico e dança moderna, o altar virou palco e os bancos serviram de barra. Naquela década, o município da Baixada Fluminense foi apontado pela ONU como o mais violento do mundo. O projeto, que começou com 16 adolescentes, conta hoje com 1.500 alunos entre crianças, jovens e adultos, de Duque de Caxias. Atualmente, além das aulas de dança, oferece reforço escolar, oficinas de cultivo de horta familiar e alimentação saudável.

SEMEART
GAM – Grupo de Artistas de Maricá – Maricá

O projeto, que existe desde 1997, oferece oficinas de artes plásticas, teatro, música, artesanato, folclore, figurino, iluminação e marcenaria. Além das oficinas, possui um acervo patrimonial público que inclui uma videoteca com mais de 450 filmes, uma biblioteca, além de 270 trabalhos do artista plástico Kleber Machado. Tudo disponível para quem quiser ir lá conferir de perto.

Projeto Jurujuba – Pescando Sonhos VENCEDORA
Associação de Desenvolvimento Educativo Cultural – Niterói

A maior parte das crianças atendidas por este projeto são filhos de pescadores da colônia de Jurujuba. A iniciativa teve início em 1998, quando a colônia começou a se degradar. A ideia era fazer com que estas crianças valorizassem o ambiente cultural da pesca e aprendessem a preservá-lo. O projeto acontece em uma escola municipal do bairro e oferece reforço escolar, aulas de ballet, oficinas de artesanato e meio ambiente. A cada ano são atendidas cerca de 100 crianças, entre 7 e 14 anos de idade.

Oficina de Teatro de Bonecos e Animação
Articulação – Teatro de Animação - Petrópolis

Transformar a criança através da arte. Este é o propósito da oficina, que capacita os alunos a criarem espetáculos de bonecos passando por todas as etapas da produção: da escolha do tema ao desenvolvimento do texto, passando pela construção dos bonecos até a montagem do espetáculo. Segundo a coordenadora do projeto, a cada etapa eles se descobrem através dos desafios que o projeto propõe.

Agência de Redes para a Juventude VENCEDORA
Avenida Brasil Instituto de Criatividade Social - Rio de Janeiro

Os jovens da favela não são carentes. Eles são potentes. Este é um dos lemas do projeto, que existe há três anos em 17 favelas do Rio de Janeiro. A agência atua de forma a agregar jovens que são incentivados a criar, implementar e dar continuidade a ações que melhorem a vida das pessoas nas suas comunidades. A cada ciclo do projeto, 300 jovens ganham uma bolsa de criação no valor de R$100 que os ajudam a desenvolver suas ideias. As 30 melhores são habilitadas a ganhar R$10 mil para serem implementadas.

Projeto Eco Rede – Rede Comunitária de Desenvolvimento Socioambiental
Grupo Alfazendo - Rio de Janeiro

O foco desse projeto, realizado desde janeiro de 2011, é a educação ambiental e o apoio aos catadores, utilizando a cultura como fio condutor. Os monitores usam o teatro e a contação de histórias para levantar discussões sobre os temas ligados à preservação do meio ambiente e à reciclagem. De acordo com o coordenador do projeto, a Cidade de Deus tem cerca de 38 mil moradores, mas o trabalho feito pelos catadores beneficia não só os moradores de lá, como também dos bairros vizinhos, de Jacarepaguá e adjacências.

Fotos